GT Eólica promove reunião na SME nesta segunda-feira

4 de dezembro de 2017

Compartilhe isto:

Centrais Eólicas de Caetité. Acervo Napeia.

O Grupo de Trabalho de Energia Eólica (GT Eólica) promove, na segunda-feira (04/12), às 14h, na Secretaria de Minas e Energia (SME), reunião para debater as obras para a construção de novas linhas de transmissão de energia elétrica no Rio Grande do Sul, resultantes do leilão da Aneel 004/2014 - Lote A.

No encontro, a SME vai apresentar as ações realizadas pelo governo do Estado, visando à execução das obras do Lote A; os projetos para os próximos leilões; e a proposta de novo traçado de linhas de transmissão nas regiões Sudeste e Sudoeste do Rio Grande do Sul.

A Eletrosul vai abordar questões referentes ao acordo entre Eletrobras, Eletrosul, Shanghai Electric e Fundo Chinês para Investimento na América Latina (Clai Fund), assinado em novembro. O Sindicato das Indústrias de Energia Eólica do RS (Sindieólica RS), vai apresentar a nova gestão da entidade, além de expor questões de estrutura, segmentos e atuação da entidade. Já a Fepam, vai apresentar um balanço sobre os licenciamentos ambientais dos projetos eólicos e das linhas de transmissão do Lote A.

Sobre o Lote A

As obras para a construção de novas linhas de transmissão de energia elétrica no Rio Grande do Sul, resultantes do leilão da Aneel 004/2014 - Lote A, vencido pela Eletrosul, uma subsidiária da Eletrobras, por questões legais, estavam sob risco de serem canceladas.

Devido a uma grande mobilização em torno da importância do projeto, a estatal assinou, em novembro, acordo que estabelece que a concessão seja transferida para uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), a ser constituída em parceria com a Shanghai Electric e o Clai Fund.

Na prática, serão investidos R$ 3,9 bilhões para melhorar e expandir o fornecimento de energia elétrica no estado. O recurso será aplicado na construção de 1,9 mil quilômetros de linhas de transmissão, sendo oito linhas de 525 quilovolts (kV) e nove linhas de 230 kV, além de oito subestações (três em 525 kV e cinco em 230 kV), e na ampliação de 13 subestações existentes.

As estruturas serão instaladas em municípios como Santa Vitória do Palmar, Rio Grande, Santana do Livramento, Osório, Candiota, entre outros. A previsão é de que as obras comecem em março de 2018 e sejam concluídas em até 48 meses.

Durante a execução, a expectativa é gerar 11 mil empregos diretos. O novo sistema de transmissão vai melhorar o fornecimento de energia para a Região Metropolitana e criar um novo ponto de atendimento na Região Norte.

Texto: Ascom SME
Edição: Sílvia Lago/Secom

A equipe da Napeia Consultoria e Projetos participará desta reunião para acompanhar o andamento das tratativas relacionadas à temática e sobre os investimentos previstos para 2018.

Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Galeria de imagens

Receba o nosso conteúdo em seu email